Chocolate amargo: A verdade por detrás da indústria internacional de chocolate

Apesar de os grãos de cacau serem uma mercadoria global que alimenta os desejos de chocolate dos países industrializados, a produção ainda se encontra em grande parte nas mãos de milhões de pequenos produtores. O cacau fornece o sustento de mais de 5 milhões de agricultores em todo o mundo. No entanto, mais acima na cadeia de fornecimento, os processos de concentração têm levado a que um mero punhado de empresas dominem o mercado.

Este relatório permite espreitar por trás da cortina da indústria internacional de chocolate, pondo a descoberto os desequilíbrios maciços no setor, bem como os desafios sociais e ambientais que os produtores de cacau enfrentam. O nosso foco geográfico incide sobre a África Ocidental — especificamente Gana, Costa do Marfim e Camarões — uma vez que a maior parte do cacau processado na Europa tem ali a sua origem. O relatório abrange as etapas mais importantes na cadeia de abastecimento de chocolate, focando um dos seus atores mais poderosos — os supermercados — e o grupo mais vulnerável de participantes: os produtores de cacau, trabalhadores (migrantes) das explorações, crianças e especialmente mulheres. Apresenta uma análise de resíduos de pesticidas encontrados em 41 barras de chocolate austríacos e em coelhinhos da Páscoa e uma visão geral dos programas de sustentabilidade implementados pelos retalhistas austríacos relativamente ao cacau. Além dos problemas sociais, como a pobreza, o trabalho infantil e a exploração dos trabalhadores agrícolas, o relatório destaca os problemas ambientais da produção de cacau, o desmatamento e o uso de pesticidas, suas causas e consequências, e aponta para possíveis soluções. Destaca também duas questões especiais em matéria de produção de cacau no Gana e Camarões: a interação entre as atividades de mineração de ouro e o cacau no Gana, e as consequências dos Programas de Ajustamento Estrutural do Banco Mundial sobre o sector do cacau nos Camarões.

 

Para mais informações descarregue o relatório completo ou o resumo, ambos em inglês